Blog

Nota fiscal do consumidor eletrônica já é uma realidade no ES

Nota fiscal do consumidor eletrônica já é uma realidade no ES

10/5/2017

Mais de 2150 lojistas capixabas já aderiram, de forma voluntária, ao documento.

No Espírito Santo a obrigatoriedade do credenciamento para emissão da Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica, NFC-e, só passa a valer a partir de 1º de janeiro de 2018 para todos os estabelecimentos varejistas, mas a NFC-e já é uma realidade para mais de 2150 lojistas capixabas que já aderiram, de forma voluntária, ao documento que é a versão totalmente eletrônica dos atuais documentos fiscais em papel utilizados no varejo. 

A legislação permite, entretanto, que as empresas emitam a nota fiscal por meio de aparelho ECF até o final de 2018 ou até que se esgote a memória do equipamento, prevalecendo o que ocorrer primeiro.

O Diretor da Objetiva Soluções, Arilson Prando explica que em alguns caso é importante que essa transação seja feita logo, já para outros, vale a pena esperar um pouco mais. “Empresas novas, que estão sendo abertas neste momento, é viável já optar NFC-e, para as pequenas empresas já existentes tem que levar em consideração o custo com a baixa da ECF e o custo de aquisição dos equipamentos necessários, para médias empresas vale a pena aguardar mais, principalmente se a ECF em uso tiver memória para mais de 12 meses ainda disponível”, destaca Prando.            

A mudança visa reduzir custos de obrigações acessórias aos contribuintes, possibilita o acompanhamento em tempo real das operações comerciais pela Receita Estadual e beneficia o consumidor com conferência imediata da validade e autenticidade do documento fiscal recebido.