Blog

Fim da emissão da NF de papel para venda ao consumidor chega às pequenas empresas do varejo

Fim da emissão da NF de papel para venda ao consumidor chega às pequenas empresas do varejo

12/7/2017

Uma boa notícia para os empreendedores: empresa de varejo não precisa emitir nota fiscal em papel. Em vigor desde o início de novembro as novas regras são válidas para empresas que faturam entre R$ 1,8 milhão e R$ 3,6 milhões ao ano. Os demais varejistas poderão aderir à novidade a partir de dezembro.

Esse é mais uma passo para o fim do papel quando o assunto é emissão de documentos fiscais. A NF-e foi formalizou as vendas de produtos, já na prestação de serviços temos a NFS-e, que em breve terá a sua versão nacional. E entre os varejistas, a NFC-e é a nota fiscal de venda ao consumidor.

A nota fiscal de venda ao consumidor é o documento que comprova operações de compra e venda no varejo. Sua versão digital, conhecida pela sigla NFC-e, é emitida e armazenada eletronicamente.

NFC-e agiliza envio de informações e deve aumentar a fiscalização

Por meio das notas fiscais eletrônicas, o governo espera obter mais agilidade no processo de recebimento das informações tributárias das empresas. Além disso, todos ficam menos expostos à ação de fraudadores – o que resulta em mais segurança tanto para o varejista quanto para o consumidor.

Porém, se por um lado dará mais agilidade ao trabalho dos varejistas, por outro vai demandar maior atenção. Isso porque o sistema informatizado estará sujeito a uma fiscalização mais incisiva por parte da Receita Federal e a chance de que irregularidades sejam flagradas aumenta.